Contatos: (11) 3142-9676 / 3257-8717 / WhatsApp: (11) 97485-5700 - Seg. à Sex. das 09h00 às 22h00 e Sáb. das 09h00 às 18h00.


Workshop de Live P.A. com Fernando Baía e Thiago Barromeo: 06/11

Workshop de Live P.A. com Fernando Baía e Thiago Barromeo: 06/11

Na próxima quarta-feira, a partir das 19h30, receberemos os músicos Fernando Baía e Thiago Barromeo para um workshop sobre Live P.A.

Eles vão falar sobre a entrada de instrumentistas na cena eletrônica e a formação de projetos envolvendo músicos e DJs, além de demonstrarem na prática a forma como incorporam instrumentos em seus projetos.

Fernando tem observado diversas experiências de Live P.A. com DJs e músicos, nem sempre bem sucedidas, como ele explica no texto que está no final do post.

Conteúdo

  • Conceito de Live P.A. (DJ + músico) e suas particularidades
  • Formato e características da música eletrônica e possibilidades do formato Live P.A.
  • Abordagem mais específica sobre bateria e percussão em Live P.A. na música eletrônica
  • Dificuldades técnicas e soluções numa apresentação Live P.A.

Os palestrantes

Fernando é ex-percussionista da banda Tihuana e atualmente forma o projeto de música eletrônica Lumiére, ao lado do DJ Rodrigo Moita. Thiago é guitarrista, toca com o cantor Ratto e também tem um projeto de música eletrônica, o Green House Guitar.

Quando 06 de Novembro, quarta-feira, às 19h30

Onde Na Ban, Electronic Music Center. Rua Carlos Sampaio, 53, Bela Vista – São Paulo. Veja o mapa e outras informações!

Ao Vivo Quem não puder comparecer pode assistir a transmissão ao vivo através da Vídeo Ban.

Inscrições

O Workshop é gratuito, inscreva-se através do formulário.

Obs: Não encerraremos as inscrições e respeitaremos a ordem de chegada entre os inscritos. Não enviaremos e-mail de confirmação.

Em caso de dúvidas, fale com a gente por e-mail (cursos@djban.com.br) ou telefones (11) 3258-8666 e (11) 3257-8717

Live P.A. na música eletrônica – por Fernando Baía

Vivemos um momento de grande crescimento e profissionalização do mercado da música eletrônica no país. Observando mais especificamente a parte artística desse cenário, vemos uma explosão no surgimento de projetos de “Live P.A.” – aqueles com DJs tocando com músicos com instrumentos acústicos ou mesmo instrumentos digitais, visto que o progresso tecnológico tem aproximado bastante a qualidade e a “tocabilidade” desses instrumentos em relação aos acústicos.

Eu particularmente venho acompanhando muito de perto esse progresso nos últimos anos, mais especificamente com os instrumentos de percussão, pois incorporei um set misto acústico/digital no Tihuana, banda da qual fiz parte até o início deste ano e também no meu duo “Live P.A.” de música eletrônica, Lumière Live, no qual faço percussão ao lado do DJ Rodrigo Moita.

Essa grande explosão dos “lives” na cena porém traz uma outra questão: tratando-se de um movimento ainda novo no Brasil, pelo menos em grande escala como vem acontecendo, tenho notado dois aspectos distintos – o desejo de muitos DJs em chamar músicos para formarem projetos de live e, paradoxalmente, a decepção ou a reticência de muitos destes com a experiência. Ao questionar alguns DJs sobre o porquê da avaliação negativa ou do receio em experimentar, obtive apenas uma resposta: dificuldade de sintonia e entrosamento musical entre o DJ e o músico.

Avaliando mais profundamente esta questão e ouvindo as experiências negativas, cheguei a conclusão de que, como todo processo novo, essa relação entre DJ e musico necessita de um amadurecimento natural. A grande maioria dos músicos que está migrando para a música eletrônica está fazendo essa opção simplesmente por uma demanda de mercado, atraídos pela chance de poder tocar e viver do que gosta. Em suma, muitos destes não se interessaram ou se aprofundaram em música eletrônica antes, para só então virem a fazer parte de um live.

Por outro lado, muitos DJs demonstram uma certa insegurança em “abrir espaço” para o músico interagir com ele, indo contra o que na verdade é a essência de um verdadeiro live. O workshop que eu me proponho a fazer irá abordar exatamente esse fenômeno.

A DJ Ban é uma empresa fundada em 2001 e sediada em São Paulo. Entre as áreas de atuação estão cursos, loja, TV, estúdios para treino e gravação de sets, palestras, locação de equipamentos, eventos, e outras atividades ligadas a música eletrônica.

Compartilhe este post:



Pesquise no Blog:



Categorias do Blog



Conheça a Ban em um minuto






Promoo Curso Ableton Online - Compre e concorra a um estudio