Contatos: (11) 3142-9676 / 3257-8717 / WhatsApp: (11) 97485-5700 - Seg. à Sex. das 09h00 às 22h00 e Sáb. das 09h00 às 18h00.


The Bass comemora 13 anos com line-up imperdível!

The Bass comemora 13 anos com line-up imperdível!

Com edições nos maiores clubs de São Paulo e um público fiel, a The Bass é sinônimo de música boa e pista empolgada até altas horas da madrugada.

A edição de 13 anos traz um line-up simplesmente imperdível, com nosso mestre DJ Will e os DJs Duoscience, C.A.B.L.E, Rusty e Linky apavorando na cabine.  Além do professor da Ban DJ Marnel, criador e residente da The Bass, e um dos maiores agitadores culturais da cena Drum n’ Bass nacional.

Quando 20 de Julho, a partir das 23h

Onde Nova Nostro: Rua da Consolação, 2554. Veja o mapa aqui!

Ingressos Até 01h00, R$ 20,00. Após, R$ 25,00.*

Confirme presença na página do evento no Facebook!

*Pagamento somente em dinheiro. Para outros serviços, tais como bar e chapelaria, serão aceitos pagamentos com todos os cartões.

DJs

DJ-marnel

MARNEL

Marnel é um dos principais nomes do drum’n’bass nacional, atuando desde 1993 como DJ, até produzir a The Bass, que adquiriu simpatia do público com edições históricas e que comemora agora 13 anos. O projeto é o cartão de visita de Marnel. E já o levou a eventos como Skol Beats, Parada da Paz, MegAvonts e Movement. Como produtor, já lançou tracks por diversos selos, incluindo um CD mixado com faixas brasileiras (Batuk Rec/2005), além de tunes como “Chronic Dub” (feat. Linky) e “Space Shipa” (feat. Bass Reflex). Chile, Argentina e Paraguai são roteiros frequentes na agenda do DJ, que recentemente assinou a quarta edição do podcast “LuvTunes”, do selo brasileiro LuvDisaster.

cableC.A.B.L.E.

É um dos grandes representantes do drum’n’bass brasileiro. Reconhecido mundialmente e selecionado a dedo por alguns dos artistas mais reconhecidos na cena, foi o primeiro brasileiro a assinar com a Renegade Hardware, 31 Records e BC Presents, além dos releases com Timeless, CIA, Advanced, Innerground e MacII. Alguns desses releases merecem destaque, como o dancefloor smasher remix que fez para “Rated X” (Total Science), o grande hit “New Infection”, que passou por todas as pistas e rádios do mundo, e o recente remix para o clássico “D-Force” (Original Bad Boy).

Duoscience2Duoscience

Produtor musical baseado em São Paulo, Edu Ventura teve seus primeiros contatos com a música na infância, através de gêneros como R&B, Soul, Funk, Gospel e nomes como Earth, Wind & Fire, Stevie Wonder e The Commodores. Em 1997, iniciou sua jornada como produtor e as referências passaram a ser Hype, Roni Size e Adam F, dentre outros. Atualmente, suas tracks têm o suporte de DJs como Crissy Criss (BBC 1Xtra), Bryan Gee, Random Movement, Stunna, Jason Magin, Utah Jazz e Bailey, dentre outros. Com Unreal, lançou recentemente o tune “Back Of The Truth” pela britânica Chronic.

RustyRusty

Leandro Henrique da Silva, já conhecido internacionalmente como DJ Rusty, começou sua carreira no drum’n’bass em 2000. Hoje, o DJ e produtor já faz gigs em países como Chile, Argentina, Inglaterra, Colômbia e Venezuela, além de várias festas em São Paulo, como Marky In Sessions, Movement e Spirit Of London. Hoje administra seu selo Promo Audio, o primeiro a representar o país na subvertente Jump Up, lançando artistas brasileiros e estrangeiros em vinil. Para o formato digital, lançou recentemente o subselo Love Hurts Records, que visa suprir a demanda global pelo gênero. 

Will2

Will 

DJ Will DB ganhou espaço no projeto Speed Underground,em 1997, na 2å pista da Toco Dance Club e a partir dali, despontou. DJReveleação em 2000, particpou do reality show “20 e Poucos Anos” da MTV, integrou-se ao coletivo de hip-hop “Soul Family”, residiu em grandes clubs da capital e presença constante em line ups pelo Brasil, dividindo espaço com nomes nacionais e internacionais. Instrutor do curso de DJs na Ban EMC, também assina a coluna Overflow na revista DJ Sound. Se especializou no software Traktor, e hoje é o Traktor Specialist da Native Instruments no Brasil.

Linky2Linky

Linky despontou cedo na música. Aos 12 anos aprendeu a mixar e aos 14 já ganhou um campeonato de DJs no club paulistano Broadway. Mais tarde, tornou-se residente do badalado Fabbrica 5. Macapá, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Manaus e Salvador entraram no roteiro do DJ. Como produtor, lançou um remix pela Universal Music e atualmente a maioria de suas tracks tem o aval da brasileira LuvDisaster Records. Em 2008, foi convidado de Marky para o line-up da Tenda Terremoto no festival Spirit of London, história que se repetiu em 2011. Na The Bass, já fez dezenas de participações incríveis.

Flyer

THEBASS13ANOS

Release 

O release oficial da The Bass 13 anos tá muito legal, não poderíamos deixar de divulgar.

Festa paulistana THE BASS celebra 13 anos de grave redondo – por Guigo Monfrinato

Hoje, anos depois da explosão do drum’n bass no Brasil em nível comercial, estudiosos e pesquisadores das ciências sociais se perguntam como pôde um item tão íntimo da cultura inglesa se afixar ao cotidiano brasileiro de forma tão incisiva. Um estilo nascido nos becos da capital inglesa – a cosmopolita Londres – e que logo tomou o avião para os lugares mais inóspitos do globo, transformando simples pessoas em superstars e atraindo todo um contingente de público para consumir – não, melhor: reverenciar – a tão vasta cultura do Jungle.

Talvez por ter nascido de uma mistura de tendências e estilos – raças e credos – o drum’n’bass seja tão versátil. O fato é que, não importa onde nem como, o público que consome essa cultura o faz de forma quase religiosa, idolatrando os DJs e conhecendo seu som – identificando-se na forma sincopada das diversas baterias, comungando no impacto do baixo e se deliciando na fluidez das linhas dos synths.

A The Bass é uma das expoentes mais bem sucedidas dessa cultura – importada, embora tão nossa. Comentada nos quatro cantos do país, a festa tem respaldo a nível nacional, dentro de uma cena tão espalhada, embora tão sólida. Sinônimo de oportunidade, a festa vem arrebatando há vários anos elogios de público e crítica, sendo citada sempre nos sites mais importantes de cobertura jornalística da cena de drum’n’bass e na mídia em geral.

A festa nasceu em 2000 no tradicional e mais cultural bairro de São Paulo: Vila Madalena, dentro do Borracharia Bar. Depois migrou para alguns dos clubs mais undergrounds do país: Susi in Transe, depois deu uma salto e teve uma sólida e excepcional passagem pelo D.Edge, considerado um dos melhores clubs do mundo. Ainda celebrou edições memoráveis em cidades como Taubaté, São Roque e Mauá.

O comprometimento da The Bass é primariamente com a cultura. Prezando sempre por atrações variadas, o DJ Marnel, idealizador do projeto, alimenta a festa com uma gama imensa de DJs, passando por nomes comprometidos com o trabalho em outros estados, indo aos DJs iniciantes, que tentam se estabelecer no mercado e finalmente chegando aos Top DJs, ícones dessa cultura no Brasil, como os DJs Patife, Marky e Andy.

A The Bass se orgulha de vestir a camisa da vertente mais versátil da música eletrônica atual.

Com o objetivo de expandir ao máximo a cultura do drum’n’bass, que já ganhou a grande mídia com artistas como a cantora Fernanda Porto e o DJ Patife, a festa trabalha como ponte, levando cultura ao público sem perder o porte comercial, que gera capital e retorno dos patrocinadores. A The Bass é isso: 13 anos de uma mistura de boas intenções e boa música, com uma pitada de diversão por cima, seguramente fadada ao sucesso.

A DJ Ban é uma empresa fundada em 2001 e sediada em São Paulo. Entre as áreas de atuação estão cursos, loja, TV, estúdios para treino e gravação de sets, palestras, locação de equipamentos, eventos, e outras atividades ligadas a música eletrônica.

Compartilhe este post:



Pesquise no Blog:



Categorias do Blog



Conheça a Ban em um minuto






Promoo Curso Ableton Online - Compre e concorra a um estudio