HomeTecnologiaReview: Controladora Pioneer DDJ-SX2 + Serato

Review: Controladora Pioneer DDJ-SX2 + Serato

Esta é uma combinação perfeita entre uma controladora e um software! Uma foi feita para a outra!

O que tem na controladora que me fascina?

Começando pelas dimensões do equipamento (26,14 x 14,06 x 2,77),e peso (5,7 Kg), totalmente viáveis para deslocamento. Os jog’s do equipamento tem sensores de calor,e a latência de fazer os scratchs são excelentes. O equipamento responde muito bem. Sensibilidade perfeita. Os knobs são ótimos. Temos um controle muito bom deles, além do espaçamento entre eles serem ideal, facilitando uma boa atuação e velocidade pro DJ.

O MIXER, É muito similar ao DJM-800.

Além de ser uma controladora, também é um mixer. Você pode usa-lá como controladora ou como um simples mixer com um par de CDJ’s ou Toca disco (All inclusive!).

OS PADS

Em cada deck existe pad’s, que permitem que você crie:

  1. Beat Grid
  2. Hot Cues
  3. Roll’s
  4. Slicer
  5. Samples
  6. Flip
  7. Beat Jump

1.  Beat Grid

Tradução do inglês para o português: Grade de batida

Essa função é fundamental para que todas as funções abaixo operem adequadamente! ATENÇÃO!

O beat grid te dá o BPM correto da música, e faz a marcação da grade de batidas da música, computada de 4 em 4 beats.

2.   Hot Cues

Músicas com longas introduções agora podem ser encurtadas através das marcações de um hot cue. Escolha a melhor entrada para o seu play. O software SERATO te proporciona 8 pontos de marcação. Isso mesmo, você nao ouviu errado! 8 PONTOS! Com essa possibilidade, você poderá criar vários momentos chave dentro de uma única música.

3.   Roll

O Roll tem a opção de, através de um ponto especifico de marcação da música, repetir a quantidade de tempo que você quiser. É uma espécie de loop onde você pode fazer um loop de 1/32 tempos a 32 tempos.

4.   Slicer

Como eu vejo o slicer? O slicer fatia a música em 8 tempos que é a quantidade de PAD’s que se tem na DDJ-SX2, em cada um dos decks, criando uma atmosfera onde você poder brincar com o trecho selecionado.

Existem duas opções de utilização desta função:

  1. Ao acionar a função, libera-se a utilização dos PAD’s, e a música continua, mesmo se você nao utilizar os PAD’s.
  2. Apertando novamente a função, fecha-se um loop de 8 tempos para você brincar como quiser nesse intervalo com os PAD’s.

5.  Samples

Samples são frases, pequenos sons, trechos, que podemos usar, como uma vinheta, efeitos, complemento, ou apoio para uma mixagem e/ou ao longo de um set.

Você tem quatro bancos com 6 canais cada. O banco A,B,C, e D.

No banco A você pode colocar 6 samples,além disto, existe o volume do sample na controladora, e outras opções quanto a como executar o sample. Como por exemplo:

  1. Seleciono uma vez a função sample, e disparo. E o sample toca até o seu fim.
  2. Aperto inúmeras vezes a função, e quando paro de apertar, o sample se completa.
  3. A opção de deixar o sample em LOOP

6.  Flip

Pode-se criar um outro formato,sequenciamento em uma mesma música, criando um sequenciamento de marcações usando os hot cues do software para isto. Planeje a história da sua música. Preparação é o caminho.

7.  Beat Jump 

Essa função é uma novidade nas novas atualizações da Serato. E tem como a própria tradução nos faz pensar, ”pular uma batida’’’ou seja, caso você queira adiantar ou voltar uma música sem interferência na faixa, basta ajustar os parâmetros nos 4 PAD’s inferiores, e também, nesses mesmos PAD’s pular ou voltar o quanto quiser (considerando os limites do parâmetro) da faixa.

Facebook Comments