Contatos: (11) 3142-9676 / 3257-8717 / WhatsApp: (11) 97485-5700 - Seg. à Sex. das 09h00 às 22h00 e Sáb. das 09h00 às 18h00.

HomeTecnologiaInstrumentos virtuais para música eletrônica (parte 2)

Instrumentos virtuais para música eletrônica (parte 2)

instrumentos-virtuais-djban-emc

Instrumentos virtuais tem um lugar importante nos estúdios de produção, seja pelo custo, espaço ou praticidade, e vem substituindo cada vez mais os analógicos.

A lista de desenvolvedores de plugins é muito grande, porém, sempre teremos os “queridinhos” dos produtores.

Estarei citando nesse post alguns dos Synth Virtuais mais usados na atualidade.

Arturia V Collection 6

O V Collection 6 da Arturia não é um plugin, e sim um pacote de plugins.

Com 21 Instrumentos temos pianos clássicos, teclados recriados nos mínimos detalhes e uma ampla coleção de sintetizadores clássicos como Minimoog, Jupiter 8, Prophet 5 ou Cs-80.

Arturia é uma coleção obrigatória para os produtores de música, imprescindível nos estúdios.

Na última versão, a Arturia deu mais um passo nesse sentido, já que tem agregado o DX7 da Yamaha, o CMI e o fantástico Buchla Easel, West Coast.

É um pacote com o preço quase de um plugin! Além de tudo isso, incorpora o Analog Lab, onde podemos interpretar até dois dispositivos, com dois instrumentos da coleção, edita-los, e interpreta-los de forma integrada com os teclados da marca.

Arturia é um sonho, um pacote indispensável e que você pode comprar em reais no Brasil.

Instrumentos virtuais V collection 6 - dj ban

Lennar Digital Sylenth

Um dos plugins mais usados na produção musical.

Ele conta com quatro osciladores com ondas clássicas, dois filtros “multi modo” (e um filtro geral), um envelope ADSR geral, dois envelopes ADSR de modulação e dois LFOs. Temos efeitos de muita qualidade, como, Phaser, Reverb e Delay.

Além de tudo isso, o Sylenth incorpora um Arpeggiator bem versátil.

Instrumentos virtuais Sylenth dj ban

Native Instruments Massive

Esse synth tem ficado cada vez mais popular, uma vez que boa parte das produções de Dubstep, Electro e até música Pop têm no Massive a fonte das linhas de baixo. Podemos dizer que ele é ao mesmo tempo complexo e intuitivo, uma vez que tem muitos recursos, divisões e abas, mas também facilita as coisas com a opção de arrastar parâmetros.

É um synth com inúmeras possibilidades criativas, já que tem disponível envelopes com possibilidade de loop, modulação  através de sequencers ou performer, e tem muitos efeitos para tratar o som, que podemos inserir no lugar desejado na cadeia de áudio, já que o plugin é “semi modular” na sua estrutura.

Massive é uma aposta ganha, sem dúvida, independente do estilo de música que queiramos produzir.

Instrumentos virtuais Massive Native Instruments dj ban

Native Instruments Kontakt 

O sampler por excelência. Kontakt está na sua versão 5, com expressivas melhorias a cada atualização.

Como sampler, é simplesmente fantástico, consiste em um workstation multi timbral, com muitos recursos.

Podemos editar nossas samples, através de um “Sampler Editor”, podemos criar capas (layers) para controle através do teclado, e o melhor de tudo, o Kontakt incorpora uma coleção de efeitos enorme, que podemos agregar através do versátil direcionamento do áudio que possui este plugin.

Também destaco que Kontakt dispõe de uma enorme biblioteca de usuário com mais de 40 GB de conteúdo, assim como uma comunidade de terceiras marcas, desenvolvedoras de módulos de som para este sampler legendário.

Se sua tendência é sampling, aqui você está em casa!

Instrumentos virtuais Kontakt Native Instruments - DJ Ban

Native Instruments Reaktor 6

Na sexta edição, o Reaktor não é só um plugin, um instrumento. Reaktor é um sistema modular, onde é possível criar tudo o que queremos.

É um sonho para aqueles espertos em programação, já que através do Reaktor podemos literalmente criar nosso próprio mundo. Synths, Efeitos, Módulos de controle MIDI, Sequencer, e todo o imaginável é possível no Reaktor 6.

Desde a última versão, a Native Instruments agregou a possibilidade de converter o Reaktor em um rack modular de Eurorack, com a inclusão do que eles chamam de Blocks. Módulos que podemos contar, sem mais conhecimento que o próprio de síntese sonora, através de uma coleção enorme de módulos, onde encontramos Osciladores, Filtros, Modulação e Dinâmica e muito mais.

Destaco as conexões com modulares externos físicos, através de modelos de conexão control CV para controlar blocks através dos módulos físicos ou vice versa.

A comunidade de usuários do Reaktor é enorme, e temos inúmeros instrumentos já criados, prontos para uso, tanto como Ensembles (instrumentos na linguagem Reaktor) como em blocks.

Se você é um aventureiro sonoro, Reaktor vai sempre te surpreender.

Instrumentos virtuais Reaktor 6 Native Instruments - DJ Ban

D16 Punchbox

Na produção de música eletrônica, um dos componentes principais que devemos trabalhar com máximo interesse e cuidado é o kick.

A D16 lançou um plugin para a geração de bumbos, através de síntese e sampling.

Com 4 capas editáveis para preencher o espectro sonoro de um bumbo, D16 oferece uma opção destacada na geração e manipulação dos kicks.

Além dos geradores de som, temos disponíveis no Kick os efeitos mais importantes para aplicar a esse som, como Bitcrucher, Distorsion, Filtre Eq, e Limiter.

Se você dá importância ao seu Kick, um teste obrigatório ó o Punchbox da D16

Instrumentos virtuais D16 Punchbox DJ Ban EMC

Native Instruments Battery 4

Inúmeras marcas vendem pacotes de estilos específicos, onde achamos os golpes de bateria que queremos, chamados One Shot.

Uma vez que temos os golpes, usamos eles nos chamados “samplers”.

Cada DAW (Digital Audio Workstation) tem seu próprio sampler, e existem inúmeras marcas, como o Battery 4, da Native Instruments.

O Battery 4 oferece edição avançada dos samples. Otimizado para o uso de samples de percussão, o Battery 4 é hoje o sampler mais usado no mundo.

Efeitos dedicados a percussão, edição multi capa, e capacidade interna de sidechain, são as principais caraterísticas do sampler mais importante do mercado.

Instrumentos virtuais battery 4

Fxpansion Tremor

Se todas as indicações de Sampling citadas anteriormente não te motiva, se você é daqueles que querem criar seus próprios timbres de percussão, o seu plugin favorito tem nome: Fxpansion Tremor.

Como nenhum no mercado, é um oscilador otimizado para percussão, com capacidade Aditiva e estrutura Subtrativa.

Três Envelopes, dois LFO, um Ramp, quatro Sequencers de modulação e um sequenciador por passos, com capacidade poly ritmica.

O Tremor vem com efeitos incorporados em cada uma das 8 partes que oferece, como a nível global no master, edição de mapping MIDI, controle macro, e muito mais.

Para os que levam a síntese de percussão a sério, Tremor é um mundo de possibilidade criativa.

Instrumentos virtuais Fxpansion Tremor DJ Ban EMC

U.V.I Falcon

A marca Francesa UVI tem se destacado ultimamente por desenvolver plugins com extrema qualidade.

Falcon é o carro chefe da mesma. É um instrumento multi timbral, onde é possível criar o que queremos. Temos osciladores do tipo Analog Classic, Wavetables, Modelagem fisico ou FM, a possibilidade de criar a partir de samples, com Sampling Stretch, Granular, e uma enorme quantidade de efeitos de MIDI e áudio.

Um plugin glorioso, tremendo em sua edição e sonoridade. Se tudo que quiséssemos fazer e tivéssemos só um plugin, Falcon seria um sério candidato para ser escolhido como ganhador.

Instrumentos virtuais UVI Falcon DJ Ban EMC

Native Instruments Maschine 

A Maschine está 10 anos evoluindo sem parar, e hoje até poderia ser considerada um DAW. Porém, e respeitando sua filosofia inerente de que a Maschine veio para somar, e não substituir um DAW, gostaria de coloca-la na lista.

Maschine é tremenda para a criação de beats, idéias e se integra 100% com qualquer DAW.

Entradas e saídas de áudio e MIDI, optimizada para a edição desde o DAW, a Maschine é a companheira perfeita para criar música.

Um híbrido software e hardware com controle total, capacidade de sequenciamento, modo keyboard com inúmeras escalas programadas ou grupos de acordes para criação harmônica.

Maschine vem com mais de 7 GB de conteúdo em forma de samples, loops, efeitos e kit já montados para uso e abuso!

Além de tudo isso, podemos comprar expansões na web, que se adaptam ao estilo que queremos produzir.

Produzir com Maschine é outra mundo, aqui o assunto vira pura diversão e criatividade sem limites!

Instrumentos virtuais Maschine Native Instruments DJ Ban EMC

Reveal Sound Spire 

Spire tem se consolidado como um dos carros chefe da produção musical.

É um instrumento com quatro osciladores com vários tipos de síntese nos quais destacam Classic Analog, FM, Supersaw, AmSync, Hard FM ou Vowel.

Spire é brilhante, um synth com personalidade própria, possibilidade em fazermos timbres enormes, com suas nove vozes de union por oscilador.

Ao adquirirmos Spire para o nosso arsenal, temos um synth com quatro Envelopes, quatro LFOs, dois sequencers editável de modulação, e uma matriz de modulação de quinze slot, com quatro Target cada um.

Spire oferece efeitos como Distorsion e Saturation, Phaser, Chorus, Delay e Reverb. E incorpora na saída final um Eq paramétrico multi banda, e um compressor.

A comunidade de usuários de Spire é gigante, o que contribui muito para acharmos presets  de qualquer estilo.

Spire é uma compra fantástica!

Instrumentos virtuais reveal spire

Sugarbytes Factory

A marca alemã Sugarbytes é uma fonte de inspiração, com seus plugins futuristas e criativos.

Se você não conhece a marca, está na hora de explorar o mundo Sugarbytes. Se você já conhece, mas não ouviu falar do Factory, aqui está, um instrumento diferente e criativo.

Factory tem uma estrutura subtrativa, mas oferece inúmeros tipos de Síntese na fonte sonora. Wavetable, Transformer, e Sync Pulse ou Saw, são algumas delas.

Envelopes com trigger opcional, LFO, Sample & Hold e uma matriz de modulação aleatória, para os mais incríveis resultados.

Factory nao é um Synth para tudo, nem pretende ser isso, é digital, tem som digital, futurista e uns efeitos incríveis, que vai desde Pitch Delay, até Shimmer, para criar ambientes escuros enormes, fora os quatro Sequencer editáveis, para dar vida e ritmo a seus presets.

Factory é um plugin aditivo, que tem ganhado reconhecimento de vários magazines e fóruns. Acompanhe essa marca, é um sopro de ar fresco em cada plugin que desenvolve.

Instrumentos virtuais Sugarbytes factory DJ Ban EMC

Até aqui descrevi uma lista de plugins para a criação de timbres. É claro, existem muitos outros, e que cada um oferece algo bom, porém, com os aqui citados, acredito que temos o suficiente para fazer música por anos.

O mercado não para de crescer e aparecem constantemente plugins de criação de timbres, então estar atento pode fazer a diferença para criarmos sons do nosso agrado.

Espero que desfrutem sempre das ferramentas criativas, respeitem as marcas e comprem os plugins, porque temos que priorizar e valorizar o trabalho de quem oferece esse mundo de possibilidades.

Como a maioria oferece um período grátis como demonstração, podemos usar até achar o(s) nosso(s) de preferência.

Se o problema é o cartão internacional ou alto custo por unidade, a Ban tem dois pacotes bacanas. Um é o primeiro produto da lista, o Arturia V Collection, e outro é via Native Instuments, o Komplete Selekt que vem com:

MASSIVE, REAKTOR PRISM, SCARBEE MARK 1, SOLID BUS COMP, DRUMLAB, THE GENTLEMAN, VINTAGE ORGANS, MONARK, RETRO MACHINES MK2, WEST AFRICA, REPLIKA.

São 17 GB para download e você não precisa baixar todos os produtos ao mesmo tempo: O aplicativo Native Access permite que você baixe e instale produtos Komplete individuais sempre que desejar.

Todos esses aplicativos são executados como plugins do tipo AAX Native, VST ou AU ou como “Stand Alone”, é fácil integrar o Komplete 11 Select em sua plataforma de instrumentos virtuais.

Facebook Comments

Written by

Professor de Síntese Sonora, Ableton, Harmonia, Maschine, MPC na DJ Ban EMC. DJ e produtor musical.