Contatos: (11) 3142-9676 / 3257-8717 / WhatsApp: (11) 97485-5700 - Seg. à Sex. das 09h00 às 22h00 e Sáb. das 09h00 às 18h00.


Creamfields Brasil 2015 traz as promessas mundiais da e-music ao país

Creamfields Brasil 2015 traz as promessas mundiais da e-music ao país

Referência de música eletrônica de vanguarda e um dos principais eventos do segmento no mundo, o Creamfields Brasil terá a quinta edição realizada no dia 24 de janeiro. Florianópolis, conhecida por ser a “Ilha da Magia” e celeiro de novos talentos, receberá uma noite de experiências únicas no Music Park, em Jurerê Internacional.

Sempre inovando no line up, a edição brasileira colocará lado a lado artistas das mais variadas vertentes, em três pistas exclusivas. Alguns dos mais importantes nomes da cena eletrônica atual farão parte desse grande festival, juntamente com as promessas da e-music para os próximos anos. Divididos entre as pistas exclusivas Fusion StageCream Arena Hosting by Amazon Club e Terraza, estão confirmados Tommy Trash, Bassjackers, Claptone, Apollonia, Yves V, Sirus Hood, Claude Vonstroke, Jay Hardway, Hector Couto e Rene Vaitl. Entre os artistas nacionais, os destaque são: Life is a Loop, Vintage Culture, Renato Cohen, Rodrigo Ferrari, Volkoder, Victor Ruiz & Any Mello, Antonio Eudi, Leo Janeiro, Gromma, Du Serena, El Baile , Zabot, Pimpo & Zacchi e Ricardo Lin (leia abaixo sobre cada um deles).

Como ocorre anualmente em países como Inglaterra, Brasil e Argentina, o Creamfields antecipa a consagração de artistas participantes, além do que será tendência musical dentro dos próximos meses para os fãs de electro, techno, progressive e house. O evento conta com o patrocínio de Skol Beats e Fusion Energy Drink, além de ter o portal UOL como Media Partner.

Sobre o Creamfields

Criado pelo Club Cream, de Liverpool (Inglaterra), em 1998, tinha como objetivo oferecer um grande festival com o mix de principais vertentes da música eletrônica, um grande espaço, milhares de jovens e os principais DJs do mundo. É realizado anualmente no feriado bancário de agosto, em Daresbury, na Inglaterra. Atualmente, está presente em seis cidades pelo mundo: Abu Dhabi, Malta, Chile, Peru, Brasil e Argentina. Cada edição do evento atrai entre 15 e 50 mil pessoas, com o registro de maior público em 2005, na edição de Buenos Aires, com aproximadamente 75 mil pessoas presentes.

Conheça os artistas da edição 2015

Antonio Eudi – sem dúvida um dos maiores nomes da música eletrônica atual do Brasil, vem ganhando respeito também fora do país. Recentemente, Eudi foi considerado por uma das maiores gravadoras do mundo – a Toolroom Records – como um dos embaixadores da música eletrônica da América do Sul. O DJ produz do underground ao mainstream, e suas tracks fazem parte do case de renomados ícones mundiais como Carl Cox, Mark Knight, David Penn, Chus, David Amo e Julio Navas, John Dahlback e Stefano Noferini. Sua apresentação no formato live show, conta com piano e synths, e cada apresentação é única. O show expressa o sentimento do DJ na forma de música. Resultado disso tudo é que Antonio Eudi hoje é referência da house music brasileira em todo o mundo.

Apollonia – Considerado o grupo de DJs do momento, o trio parisiense Apollonia é formado por Shonky, Dan Ghenacia e Dyed Soundorom. São apenas dois anos de estrada desde que os DJs juntaram forças para formar seu próprio supergrupo de house. Com sets famosos pela forte energia e habilidade, evidenciando o lado ‘cool’ de cada lançamento, a trajetória deles é realmente meteórica. Suas performances já foram vistas nos clubs e festas mais famosos e importantes do mundo, entre eles DC10 Ibiza, Panorama Bar Berlin, BPM Festival Playa Del Carmen e Fabric London.

Bassjackers – Direto da Holanda, o duo Bassjackers coleciona hits e remixagens para grandes artistas do calibre de Tiësto, Rihanna, Enrique Iglesias e Moby, entre outros, valendo citar os singles Mush MushHey!Duckface e Crackin.

Claptone – As produções do DJ e produtor musical alemão Claptone têm uma sonoridade xamanista. Dono do hit Cream, de 2012, ele chegou ao topo das paradas de sites como Beatport e Resident Advisor. Em 2013, a sonoridade mística levou Claptone a fazer 200 apresentações em 130 cidades e seis diferentes continentes. Em 2014, as produções Ghost feat. Clap Your Hands Say Yeah e United atingiram o topo do chart de deep house do Beatport. O som de Claptone mistura teatro e tragédia, boa vibe e melancolia. Cada groove contém uma linha orgânica com elementos terrestres. Suas produções são lançadas pelo selo alemão Exploited, resultado da exploração natural de novos sons, com inspiração em universos ocultos.

Claude VonStroke – O verdadeiro nome de Claude é Barclay, um rapaz criado nos subúrbios de Detroit que queria ser cineasta, mas sempre teve um talento especial para a música. Mudou-se para San Francisco em 2005, quando começou o selo Dirtybird. Desde então, lançou mais de 70 EPs. O selo é conhecido principalmente pela mistura de house com hip-hop e funk. Seu primeiro disco, Deep Throat, usou um efeito de som vocal estranho como percussão e fez um inesperado sucesso, vendendo dezenas de milhares de cópias. A faixa seguinte, Who’s Afraid of Detroit? foi o catalisador que mudou sua carreira e garantiu seu sucesso.

Du Serena – Há mais de 12 anos sacudindo as pistas, Du Serena continua mostrando nos palcos a mesma vontade de tocar que sempre o motivou. Fazer o que mais gosta é a receita do sucesso. A música eletrônica mudou muito nesse tempo e ele também soube se transformar, num processo contínuo que não para. Hoje seus sets têm explorado o que há de mais único nas vertentes do techno e tech-house.

El Baile – Surpreendente. Essa é a palavra que melhor resume a carreira do El Baile. Sucesso absoluto há mais de seis anos, a dupla catarinense Thiago Zacchi e Fabricio Parisoto já é conhecida por sua personalidade e sensibilidade na mistura de instrumentos com música eletrônica. Viajando por todos os cantos do Brasil, eles vêm quebrando recordes de público e conquistando fãs por onde passam.

Gromma – Este curitibano é um exímio seletor de técnica apurada e singular ousadia estilística. Não é para menos que sua residência no Vibe, uma fortaleza de qualidade artística no Paraná, se consolidou rapidamente como um fenômeno local, atraindo ávidos amantes da boa música e mantendo-os bem abastecidos com qualidade e diversidade musicais suficientes para saciar suas exigências e necessidades. Possui currículo promissor, com apresentações nos melhores clubs e festivais do Brasil, como Vibe (PR), TRIBALTECH (PR), D.EDGE (SP), Warung (SC), Deputamadre (BH), Terraza (SC) e dividindo a cabine com nomes de extrema vanguarda da música eletrônica mundial como Guillaume & The Coutu Dumonts, Dixon, Âme, Motor City Drum Ensemble and Stimming. Já foi indicado ao prêmio Rio Music Conference, na categoria DJ revelação (2011).

Hector Couto – Hector Couto criou sua própria marca registrada em produção Sonora, uma mistura perfeita entre o house de Chicago com o techno old-school: um tech-house sublime ao capricho do ouvinte. O estilo de Hector está entre o groove e o funk, cheio de sentimento e com momentos de pura emoção que transmitem não só a criatividade dele, mas também a técnica e os variados recursos aplicados nas produções em estúdio.

Jay Hardway – O holandês Jobke Heiblon, de nome artístico Jay Hardway, é DJ, produtor e baterista conhecido pelas parcerias que fez com Martin Garrix. Começou a produzir quando tinha 14 anos e, aos 18, já arrastava multidões para os grandes clubes. É conhecido por mixar diversos estilos musicais, talento que lhe valeu um contrato com a gravadora Universal. Seu maior sucesso, Wizard, em parceria com Garrix, teve 3,6 milhões de views no You Tube, na semana de seu lançamento (hoje são mais de 96 milhões) e alcançou a primeira posição no Beatport dois dias após a estreia. Seu atual single solo, Bootcamp, já foi visto mais de 4,7 milhões de vezes.

Leo Janeiro – Foi no Rio de Janeiro que Leo construiu uma carreira dedicada à música. Em uma cidade com tantos atrativos diurnos, foram a noite e a house music que atraíram a atenção dele. Influenciado pela black music dos lendários bailes de charme cariocas, o DJ se apaixonou pela novidade que era a música eletrônica nos anos 90. Mesclando talento com a experiência adquirida nas pick-ups, logo Leo ultrapassou os limites da cidade que o criou, o que o fez expandir a carreira. Teve participação fundamental na concepção do Rio Music Conference, do qual é um colaborador e grande incentivador, bem como no projeto do selo Warung Recordings.

Hoje, Leo carrega na bagagem não apenas residências destacadas e a passagem por países como Espanha, Portugal, Holanda, Alemanha e Estados Unidos como divulgador da música eletrônica brasileira, mas também a consciência de sua sina: é capaz de aliar como poucos a originalidade a uma linguagem universal.

Life is a loop – Fruto da união de três músicos consagrados na cena eletrônica nacional, o grupo Life Is A Loop é formado pelos DJs Leozinho e Fabrício Peçanha e pelo percussionista Rodrigo Paciornik. Eles são responsáveis por romper os diversos limites e rótulos que existiam na música eletrônica do Brasil. StarsRockit BabyVenice Beach e Malagaso são alguns dos hits do trio. Os sets contam com uma seleção apurada de músicas que fogem do lugar comum, mas que são capazes de emocionar e fazer vibrar multidões, sem que seja necessário apelar para fórmulas fáceis. Pioneiro ao adotar o formato de shows, o projeto privilegiou desde o começo uma interação intensa entre som, imagem e público. Assistir a uma apresentação do Life Is A Loop é ser parte integrante da apresentação, fazendo do coletivo um legítimo gigante da cena eletrônica brasileira, original e única.

Pimpo & Zacchi – Pimpo & Zacchi começaram sua parceria dividindo a pista do amazon Club, mas foi em estúdio que encontraram a maior sintonia. Decididos a produzir suas próprias músicas e usando a pista do amazon como laboratório, saíram os primeiros remixes e bootlegs. As primeiras duas músicas divulgadas para o público tiveram mais de 15 mil plays, gerando interesse de grandes gravadoras. A parceria dos dois vem dando tão certo que a agenda dos artistas vive sempre cheia!

Renato Cohen – Renato Cohen nasceu e cresceu em São Paulo. Iniciou a carreira como DJ e produtor musical em 1996. Em 2002, tornou-se mundialmente conhecido com o lançamento da música “Pontapé” pelo selo Intec, de Carl Cox. Passou então a se apresentar nos mais importantes festivais do mundo como o Wire (Japão), Dance Valley (Holanda), I Love Techno (Bélgica), Nature One e Love Parade (Alemanha), Monegros (Espanha) e em clubes como Fabric (Londres), Berghain (Berlim) e Womb (Tóquio). Há mais de 10 anos lança singles e remixes em selos como Sino, CLR, Technasia Records e Clash Music e participa de projetos especiais como seu remix para a trilha do filme Cidade de Deus e trilhas para o mundo da moda. Em 2009, Renato lançou o primeiro álbum, um passo que consolidaria a autenticidade de seu trabalho autoral. Desde então, continua se apresentando em diversos clubes, festivais e eventos do Brasil e do mundo, levando sua mistura do techno e house que ele mesmo contribuiu para lapidar.

Rene Vaitl – René Vaitl é um dos mais respeitados DJs de house da Alemanha, que tocou no mundo todo e, regularmente, nos desfiles das principais marcas de moda, entre elas Dior, Chanel e Diesel. Entre as residências que o artista já fez, vale citar o glamouroso P1, em Munique; o lendário clube alemão KW – das Heizkraftwerk; Mandarin Lounge; e o notório templo da música eletrônica Pacha, em Munique. Ele também já tocou nos eventos da World League ao lado de DJs internacionais convidados, entre eles Loco Dice, Dubfire, Laurent Garnier, Paul van Dyk  e Carl Cox. Pode ser visto com frequência tocando ao lado de Sven Väth, no mega club Cocoon. René Vaitl compilou e mixou as séries de CDs da Pacha Ibiza: Pacha – World’s Most Famous Club Sound, e Pacha Summer, que invadiram várias vezes as primeiras posições das listas de mais vendidos na Alemanha e no iTunes.

Ricardo Lin – Nascido em São Bernardo do Campo, São Paulo, Ricardo Lin sempre esteve em contato com a música. Filho de DJ, durante a década de 1990 encontrou, por acaso, um CD com músicas do DJ Julião. A partir de então passou a ser baladeiro profissional, mas a vontade de discotecar surgiu apenas em 2008, quando já tinha referências enraizadas no techno, já que frequenta a cena desde 1998 – atualmente, porém, foca no deep tech. Hoje mantém uma residência na Terraza Music Park em Florianópolis.

Rodrigo Ferrari – Um nome completo quando o assunto é música eletrônica. Seu feeling traz o melhor da house music para cada momento. Atuando desde 1992, faz parte da história da cena eletrônica, com seu estilo consagrado e expert na pluralidade das pistas. Um dos nomes da nova geração de grandes produtores do e-music nacional, engenheiro de áudio, tem ultimamente recebido atenção internacional com seus releases, composições musicais e remixes, por conceituados selos, compilações presentes nos principais portais.

Sirus hood – Sirus Hood é um artista francês que tem os universos visual e musical influenciado pela ghetto house, uma combinação entre deep house e o movimento hip house da Chicago dos anos 1980. Produtor talentoso e inovador, Sirus Hood apresenta uma nova visão da cultura undergound, focando na cultura alternativa e uma diferente aproximação da hipercomunicação – um caminho que oferece uma autêntica aproximação aos desejos de seus fãs. Em uma época onde tudo está girando em torno das redes sociais, o artista tomou a decisão de recusar qualquer forma de estrelato. Profundamente old school e rebelde, ele decidiu tocar com o rosto parcialmente coberto, misturando mistério e paixão. Uma maneira de apontar a atenção para sua música e levar uma forte mensagem: não há tendências, não há fama, não há ruído, apenas boa música. Esta abordagem individual é tão apaixonante quanto audaciosa, especialmente nos tempos atuais.

Tommy Trash – Um dos mais evidentes representantes da surpreendente e original cena eletrônica australiana, Tommy Trash é considerado um dos nomes mais promissores na atualidade. Bater a cabeça e jogar as mãos para o alto não fazem parte da rotina de apresentações dele. Munido de um arsenal de hits bem construídos, ele rejeitou a imagem das apresentações-espetáculos e esculpiu uma postura única ao se apresentar. Em 2012 recebeu uma indicação ao Grammy Awards (considerada a maior premiação da música mundial) pelo seu remix da música The Veldt de Deadmau5′ na categoria “Best Remixed Recording, Non-Classical”. Trabalhos como Reload (com 31 milhões de visualizações no Youtube), Tuna MeltMonkey in Love,Cascade e Monkey See Monkey Do, são alguns de seus hits.

Victor Ruiz & Any Mello – Das profundezas da música eletrônica nacional emerge mais um artista verdadeiro. As canções de Victor Ruiz transbordam emoção em forma de swing, reinterpretando suas próprias raízes musicais em leituras tão contemporâneas quanto futurísticas. Ao lado da VJ Any Mello, música e imagem formam o casal perfeito em que a sincronia dita a interação com o público e o conteúdo simplesmente o faz dançar. Mas não feche os olhos, pois essa viagem é audiovisual.

Vintage Culture – Egito, Rússia, África do Sul, Sri Lanka, Canadá, Ibiza, Turquia, Taiti, Austrália, Brasil… De repente, o mundo ficou menor. As mais diversas fronteiras foram ultrapassadas e as mais diferentes culturas, unidas. Esta é a história da ascensão meteórica do jovem artista Vintage Culture que, com sua música, em menos tempo do que se comemora um novo ano, conquistou o mundo. Uma jornada que está apenas começando, onde os questionamentos ainda predominam e no lugar de respostas, sensibilidade.

Volkoder – Tudo começou com Detroit, primeiro EP criado por Marcos Benedetti, o jovem de São Paulo cujo sonho de se tornar arquiteto deu lugar a outro, que consiste em arquitetar música eletrônica de qualidade com a alcunha “Volkoder”. Detroit acertou em cheio as pistas de dança, tocada no mundo todo por artistas como Jamie Jones, Lee Foss, Catz’n Dogz, Sandy Rivera, Patrick Topping, Tube & Berger e muitos outros. Nada mau para um principiante! Seguindo esse tremendo sucesso, Volkoder lançou a música Tell Me More, no selo alemão Kittball Records, e as reações positivas garantiram a encomenda do EP People House, lançado em janeiro de 2014. Daí então, Volkoder foi convidado para trabalhar em remixes para músicos de grande renome como Guy Gerber, Kerri Chandler, Dennis Ferrer e Tiger Stripes. Em 2014 o “garoto prodígio” emplacou 15 faixas no TOP100 do Beatport.

Yves V – Residente e embaixador do Tomorrowland, o DJ e produtor belga Yves V cresceu junto com o festival. Um dos principais nomes da música eletrônica atual, o artista já fez remixes para Timbaland, Missy Elliott, Ginuwine, entre outros. Tem entre seus hits os singles Wait Till TomorrowInsane PressureMadagascarCloudbreaker e Sonica (Running on Highway).

Zabot – O jovem DJ e produtor musical Rafael Zabot é uma das grandes revelações da cena eletrônica brasileira. Com dedicação e absoluta paixão pela música, conquistou resultados surpreendentes em pouquíssimo tempo. Natural do Rio de Janeiro, mas criado em Floripa, Zabot fez residência no badalado El Divino Lounge, assim como faz apresentações no P12, Pacha Floripa, Devassa on Stage e Music Park. Nos últimos meses, teve a oportunidade de se apresentar em grandes eventos como: Magic Island, Reveillon 2014 Pacha Floripa e Carnaval Music Park 2014. Foi escolhido para fazer a abertura do show do cantor internacional Ne-Yo e participou do line up do show do David Guetta em Florianópolis. Movido pelas às próprias produções musicais, que contam com uma mistura de entusiasmo e emoção.

 

 

CREAMFIELDS BRASIL 2015

Data: 24 de janeiro de 2015 (sábado)
Horário: a partir das 18h
Local: Music Park – Rod. Maurício Sirotsky Sobrinho, 1, Jurerê Internacional – Florianópolis / SC
Censura: 16 Anos
Vendas: http://www.blueticket.com.br
Telefone de informações: (48) 4052-9001
Valores (Referência Lote Promocional):
Pista Unisex – R$ 70,00
Camarote – Feminino R$ 110,00 / Masculino R$ 140,00
Backstage Skol Beats – Feminino R$ 150,00 / Masculino R$ 200,00

Publicitária por formação, jornalista de coração, viciada em música eletrônica e academia.
Foi Editora do site e social media master da DJBan-EMC

Compartilhe este post:



Pesquise no Blog:



Categorias do Blog



Conheça a Ban em um minuto






Promoo Curso Ableton Online - Compre e concorra a um estudio