Como não tratar as mulheres na Balada

No meio da música eletrônica, a questão do porquê as mulheres ainda são sub-representadas no reino dos DJs e produtores musicais parece que nunca fica velha ou perto de ser respondida. Ela vem de mãos dadas com observações bestas quando se trata da cena de música eletrônica underground, predominada pelos homens. E enquanto rola essa briga pelos direitos das mulheres comandarem mais as pick-ups, poucos pararam pra considerar o ambiente em si em que a música eletrônica é consumida.

Nós tendemos a pensar que os clubs e festas de música eletrônica acontecem em espaços igualitários, onde todos são bem vindos pra curtir o som. Talvez você nunca tenha reparado em como esse pode ser um ambiente hostil para mulheres, um lugar onde a gentiliza cruza facilmente a linha da bizarrice quando o club é enxergado como um lugar onde você vai para deixar de se inibir e passa a fazer o que normalmente você não faria de manhã.

Nós todos já ouvimos histórias horríveis de mulheres que foram assediadas por bêbados. Por isso listamos algumas das ações indesejáveis e muitas vezes embaraçosas em que alguns homens se safam regularmente em casas noturnas, tornando esse espaço menos acolhedor.

Elaboramos um guia sobre “Como não Tratar as Mulheres em uma Balada” com coisas que todo cavalheiro deve se lembrar de vez em quando. Muitas regras são excelentes para se aplicar de modo geral, pra vida mesmo…

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-02

Evite movimentos de “estupro dançante”, que prendem uma parceira desavisada

Embora o termo “estupro dançante” seja um pouco exagerado, essa é uma manobra facilmente utilizada pelos caras que não estão nem aí em invadir o espaço pessoal das mulheres, sem ter a consideração de deixar alguma pista de como ela pode escapar. Usar um braço ou pé para prender uma mulher contra alguma estrutura no clube não é apenas assustador, mas também é raramente visto como apenas mais uma manobra amigável sem consequências (às vezes a mulher consegue dar uma joelhada nas bolas do cara). Homens tentam exercer controle sobre as mulheres em um número incontável de formas; esta tentativa triste de chamar a atenção das mulheres é talvez o mais básico e irracional de todos eles em uma balada.

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-03

Não use uma pista de dança lotada pra ficar passando a mão nas meninas

Vocês sabem como é né? Vocês estão lá, curtindo o som numa boa e de repente você passa a mão na bunda de uma menina ou ela encosta em você sem querer e você aproveita o momento. Normalmente essa mão boba acaba entre uma troca de olhares e um sorrisinho amarelo e fica tudo por isso mesmo. Mas tem gente que usa a pista de dança pra extrapolar os limites. Estando quase no mesmo patamar do puxão de cabelo, a passada de mão talvez seja a mais covarde e juvenil de todas as ofensas desta lista. Guarde suas mãos contigo, brother!

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-04

Não presuma que todas as mulheres são hetero. E não aja esquisito quando você descobrir de outra maneira

Apesar de muitos homens estarem conscientes de sua atratividade, quando seu egos são alimentados alguns tendem a acreditar que são totalmente irresistíveis. Encontrar uma lésbica totalmente imune ao seu charme pode ser um choque pro cara em questão, provocando uma reação desagradável ou até mesmo violenta. Tão ofensivo quando é o homem pedir que a mulher beije uma outra pra provar a sexualidade dela e, ao mesmo tempo, satisfazer suas fantasias pessoais. E como se transformar essas mulheres em objetos não fosse o suficiente, tentar transformar a balada em cenários pornográficos baratos enquanto você saca o seu celular pra filmar o tal ato é simplesmente desprezível.

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-05

Não tente pagar uma mulher pra dançar ou ficar com seu amigo

Visco como um ato de compaixão, pagar uma mulher pra fazer isso é quase ridiculamente brutal. Isso também revela como tristemente alguns homens acreditam que mulheres comuns vão jogar fora sua dignidade pelo preço de um drink.

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-06

Não pegue o celular de uma mulher pra deixar o seu número de telefone

Eu sei que nem todos os clubs são esses lugares horríveis onde mulheres são tratadas como presas. Muitas vezes as pessoas se dão realmente bem umas com as outras sem estar sob o efeito alcoólico ou químico. Nessas situações os limites são maiores e o espaço pessoal não é problema, até o cara querer pegar o telefone da mulher. Isso até teria uma solução bastante simples para uma série de problemas de comunicação se algumas pessoas não falhassem miseravelmente com isso. A maioria dos caras não ousaria pegar o telefone de um novo conhecido se fosse outro homem segurando. Uma mulher pode parecer menos ameaçador, mas não menos propensa a ser chateada com a conquista do poder.

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-07

Evite fazer uma noite só de mulheres no lineup

Separar as mulheres dos homens raramente é uma celebração para a contribuição das mulheres na cena eletrônica. Isso envia a mensagem de que elas devem ser separadas para nivelar o campo, como se houvesse uma desvantagem para se contabilizar. Isso não é as Olimpíadas. As mulheres não devem ser comparadas aos homens como uma categoria. Não faça o booking de mulheres porque são mulheres e são adequadas para este trabalho. Faça o booking delas porque elas são a opção certa para aquela noite. Contrate uma mulher porque ela é melhor que aquele cara que você pensou em contratar, e se ela não for melhor, então não contrate!

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-08

Não encoste no mixer enquanto ela estiver tocando

Em locais pequenos em que o público e os DJs se conhecem bem, a política da cabine de DJ é um pouco mais amena. Normalmente, ter amigos por perto é uma benção, mas um contingente de homens se sentem compelidos a invadir a cabine uma vez que tem uma mulher tocando como DJ. A arte da mixagem não é fácil se você não trabalhar duro pra isso, então ficar em cima do mixer enquanto a DJ toca não facilita em nada o trabalho dela. Pior ainda é quando um cara quer “dar uma mãozinha” na equalização – porque a DJ deixou “quase tudo perfeito, mas não chegou lá”. Seria indelicado você interferir no se de qualquer DJ, mas é mil vezes pior procurar defeitos no desempeho de uma mulher.

djban-emc-Como não tratar as mulheres na Balada-09

Fica a dica: Ela não está afim de você

Olha, eu não sei como te dizer isso de outra maneira. Ela lhe deu de ombros, recusou seus drinks, se esquivou no meio da multidão pra fugir de você…. Não é so porque ela saiu pra dançar que ela quer dançar com você! Mas fique claro que você agora é apenas um cara com drinks que está afim de uma mulher que não quer nada com você. Fica a dica: essa é a sua chance de sair de cena com um pouco de dignidade e seus órgãos sexuais intactos. Você pode tentar de novo mais tarde, com outra mulher, mas dessa vez não deu certo! E reconhecer isso vai lhe poupar um monte de problemas e constrangimento.

 

Pra finalizar

Não deixe de denunciar se você ver alguma mulher sendo assediada. Avise a equipe de segurança da balada ou vá você mesmo ajudar a resolver o problema.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meu Carrinho

Siga-nos


Assine nossa newsletter

E fique por dentro de nossas novidades e promoções

Formas de Pagamento
Formas de Pagamento