HomeNotíciasColetivo Brazilian Disco Club lança sua terceira compilação

Coletivo Brazilian Disco Club lança sua terceira compilação

Coletivo Brazilian Disco Club lança sua terceira compilação 1

O Brazilian Disco Club, coletivo festeiro que produz house e disco music, comemora seus três anos de vida em grande estilo, lançando sua terceira coletânea: “Brazilian Disco Club – Compilation Vol. 3”. A compilação conta com 20 artistas nacionais, de diversos estados e gêneros, além de um francês, sempre com batidas 4×4. Os convidados Rico, SeixlacK, ˆL_, Nascii, DeltaFoxx, Beerlover, Kruzader, Mind Movies, RafaHell, Danno, KATHERINA e Morr se juntam aos seis integrantes do coletivo: Rafael Hysper, Club Soda, Arcade Fighters, Palinoia, Real Deal e Kamei, além de uma faixa do produtor brasileiro Ledhead, em parceria com o francês Play’Til, somando um total de 19 músicas.

A compilação reuniu novos e experientes artistas, com faixas criativas e bem elaboradas, promovendo o que há de melhor e intrigante no cenário atual do Brasil. Todas as músicas estão disponíveis com download gratuito e ótimas para qualquer ambiente seja na pista, no carro ou no trabalho, com muita diversidade e cheias de alma e talento.

O Brazilian Disco Club, ou BDC para os íntimos, é um coletivo de DJs e produtores musicais formado em 2012 na cidade de São Paulo, que têm em comum a paixão pelo movimento french touch, iniciado em Paris nos anos 90, que deu origem a uma efervescente nova cena na house music, catapultando para o estrelato nomes como Daft Punk, Cassius, Air, Bob Sinclair, David Guetta, entre outros. Além disso, o coletivo comemora três anos, agora em setembro.

O conceito era juntar um grupo de pessoas e disseminar a nova house music em geral, passeando pelas influências da disco music, p-funk, chicago house e chegando ao nu-disco, neo-synth e indie dance. Divulgando pelo Brasil novas músicas, coletâneas, mixtapes, projetos e festas, mas sem camisa de força, não importando se é da França ou da Itália, da Inglaterra ou da Austrália, da Alemanha ou de Sumaré, ou de qualquer outro canto do planeta, sempre embalados por samplers dos anos 70 e 80, linhas de baixo deliciosas, vocais, muito groove, bounce e filtros.

Facebook Comments

Por:

Camila Giamelaro é formada em publicidade, criou o blog Caixa Direita, colaborou com sites e revistas como House Mag, Phouse, Psicodelia.org e DJ Music, foi Coordenadora de Mídias Sociais e editora do blog da DJ Ban Hoje atua como professora de Imagem e Comunicação para Artistas na DJ Ban e está a frente da agência GIG, uma agência dedicada ao mercado de música eletrônica que trabalhou com clientes como Pioneer DJ, Warung Tour São Paulo, D-Nox, Boris Brejcha, entre outros. Também é DJ e produtora musical da dupla Binaryh.