Livro Todo DJ Já Sambou - Claudia Assef 4ª edição

Relançamento do livro TODO DJ JÁ SAMBOU, 4ª edição revisada e ampliada, com 4 capas diferentes, escolha a sua.

Disponível: Em estoque   |   Fornecido por: DJ Ban EMC

R$ 49,90
em até
10x de R$ 4,99
(sem juros no cartão)
R$ 44,91
À vista (boleto / depósito)

SOBRE O LIVRO

Vivemos um momento de efervescência da música eletrônica, uma época em que, cada vez mais, os DJs brasileiros conquistam fãs em todo o mundo. No entanto, o Brasil já esteve durante muitos anos atrasado em relação à tecnologia e à música de pista que ia surgindo mundo afora. Isso é o que mostra Todo DJ Já Sambou, livro que conta a história da profissão desde quando ela surgiu no país até os dias atuais. Além disso, a obra trata da noite, cultura clubber e música pra dançar, seja ela samba-rock, disco music ou tecno.

Todo DJ Já Sambou traz personagens como Osvaldo Pereira, um típico brasileiro, que estava no lugar certo na hora certa. Com criatividade e vontade de levar diversão mais barata para as massas, Osvaldo, o primeiro DJ do Brasil, "inventou” uma profissão que estava surgindo quase que ao mesmo tempo em outros cantos do planeta. A "orquestra invisível” de Osvaldo (nome do seu equipamento de som nos anos 50) tocava discos em 78 rotações de Glenn Miller e afins. Os bailes organizados por ele inspiraram toda uma geração de DJs de black music. No Rio de Janeiro, essa cena black serviu de base pra criação dos bailes funk; e em São Paulo formou a primeira geração de DJs de hip hop.

O livro, que mistura entrevistas e depoimentos em primeira pessoa, conta a história da discotecagem e das pistas de dança no Brasil, história essa que surgiu graças ao esforço e dedicação dos DJs, tratados na obra como verdadeiros pesquisadores do mundo da música.

Todo DJ Já Sambou levou pouco mais de quatro meses pra ser feito. Nesse tempo, foram realizadas mais de 120 entrevistas e quase 200 páginas foram escritas. O resultado é um livro divertido, abrangente, minucioso e cheio de novidades - até pra quem acha que sabe tudo sobre balada.

Erika Brandão, 32, é diretora do AMP, da MTV Brasil


SOBRE A AUTORA

Claudia Assef nasceu em 1974 e, nos tempos da disco music, começou um irreversível caso de amor com a música de pista. Ainda criança, costumava roubar fitas cassete que seus pais baladeiros compravam de DJs de boates como Tamatete, Regine's e Papagaio Disco Club.

Anos mais tarde ela passou a ir com a irmã mais velha ao Rose Bom Bom e ao Nation. A acid house virou sua primeira paixão "eletrônica", assumida depois que descobriu a loja Discomania, no centro de São Paulo.

Claudia entrou no jornalismo colaborando para as extintas Showbizz e Folha da Tarde. Desde então já publicou na Bravo, Simples, Revista da MTV, Dance Club (Portugal), Correio Brasiliense, Jovem Pan, Beatz, entre outras. Hoje a jornalista edita a recém-lançada Volume, publicação da editora Abril, e apresenta um programa de rádio na 97 FM.

A autora trabalhou por cinco anos na Folha de S. Paulo e foi correspondente do jornal em Paris. Nesse período, chegou a cobrir histórias tão diferentes quando o tráfico de cigarros russos na União Européia e a doença da vaca louca. Mas a verdade, ela me confessou, é que quando se propôs a concorrer a uma vaga de correspondente em Paris, sua grande meta era comprar discos de house francês. De uns anos para cá, além de escrever para diversos veículos, Claudia tem também aparecido atrás das pick-ups, tocando principalmente house e disco.

Camilo Rocha, 34, é DJ e jornalista

Veja também