Equipamentos no image

Publicado em 16/03/2012 | por Thiago de Lucca

1

Pioneer RMX-1000: Saiba tudo sobre ele!

A Pioneer acaba de anunciar o lançamento de uma super unidade de efeitos!

O nome diz já diz tudo: Com 4 sessões de efeitos e uma telinha touch (X-Pad FX), é possível criar verdadeiros remixes ao vivo com o RMX-1000. Uma aposta ousada da Pioneer em tempos de iPads e aplicativos, mas que a julgar pelos recursos poderá se tornar o novo queridinho dos DJs.

O vídeo dá uma boa idéia sobre os recursos do equipamentos, que deverá chegar às lojas européias e americanas em Maio. Por aqui, vamos aguardar…

Como funciona

São 4 sessões de controle de efeitos, que misturam recursos presentes em diferentes mixers, CDJs e software. Vamos conhecê-los:

Scene FX Aqui é onde o DJ pode criar “subidas e descidas na música”, ou seja, efeitos que criam expectativa, preparando a pista para uma virada na música. O knob da luz azul controla o volume dos efeitos.

Na parte de Build up effects, que adicionam sons à música, temos Band Pass Filter Echo (espécie de Echo com equalizador), Echo, Noise, Spiral Up e Reverb Up. Na sessão Break Down, que elimina frequências e elementos da música, temos High Pass Filter Echo (elimina graves), Low Pass Filter Echo (elimina agudos), Crush Echo, Spiral Down e Reverb Down.

Release FX Aqui o DJ cortar o som da música, deixando só o som do efeito, ou utilizá-lo no reverso, que elimina os efeitos. São três modos: Vynil Break, Echo e Back Spin.

Isolate FX Emulação do efeito de isolamento de frequências, presente em mixers do tipo Isolators. Isso quer dizer que é possível aplicar efeitos em bandas de frequência específicas da música , como graves, médios e agudos. Os efeitos aqui são Cut/Add, Trans/Roll e Gate/Drive.

X-Pad FX Essa sessão será usada para adicionar e tocar samples, que serão “trigados” ao touchpad. A pioneer adicionou os básicos Kick, Snare, Clap e High Hat, mas dá para adicionar seus próprios samples através de um cartão SD, como você vê na imagem abaixo:

 

O cartão SD também poderá ser usado para salvar configurações. Para isso um software chamado Remixbox virá junto com o equipamento. Depois de configurar o equipamento utilizando o software, bastará salvar as configurações em um cartão SD.

Além disso a Pioneer também desenvolveu um VST (plugin) que emula  os efeitos do RMX-1000 e o equipamento poderá ser utilizado como controlador USB do VST. Loucura né?

Review por DJ TechTools

O site DJ Techtools fez um review completo sobre o equipamento, acompanhado do vídeo que está abaixo. Está em inglês, mas é bem demonstrativo.

Especificações técnicas

Entradas” RCA x 1 e Phono (1/4”) x 1

Saídas:  RCA x 1 e Phono (1/4”) x 1

Conexão: USB-B port x 1

Sampling rate: 48 kHz

Dimensões: 33cm x 15cm x 5cm

Peso: 1,3 Kg

Fonte: Informações e Imagens retiradas do site DJ TechTools

Quer estar sempre informado? Então siga nossas atualizações diárias de posts, informações e vídeos no Twitter e Facebook.


Tags: , , , , , ,


Sobre o autor

Professor do curso de produção musical com Logic Pro. Coordenador de cursos e conteúdo da Ban.



One Response to Pioneer RMX-1000: Saiba tudo sobre ele!

  1. Jr Guedes says:

    Brinquedinho lindo veii….ehehehe

Voltar ao topo ↑

Google+