Contatos: (11) 3142-9676 / 3257-8717 / WhatsApp: (11) 97485-5700 - Seg. à Sex. das 09h00 às 22h00 e Sáb. das 09h00 às 18h00.

Volume 97 especial, homenagem ao DJ Ricardo Guedes…

O microfone usado para passar informação com seriedade e espontaneidade, músicas em primeira mão ou a hora certa de inserir clássicos que ele mesmo criou, além de festas ou jargões como “A Poderosa Energia 97” ou “Emborrache o brinquedo duas vezes pois as aparências enganam” está sem seu usuário iluminado. Em homenagem, os DJs Vadão e Marky, em companhia de Caroline Guedes, filha do nosso grande Ricardo Guedes farão nesse sábado um programa especial na Energia 97, “casa” dos principais DJs do Brasil e que claro, também contava com a insubstituível participação desse que nos deixou em 14/06 passado. O Volume 97 especial vai ao ar dia 19/06 as 5 da tarde pela Energia 97 FM ou através do website da emissora. A certeza de audiência com qualidade a apreciadores da Dance Music existe sempre, ainda mais num sábado com dobradinha de dois ídolos gigantes como Ricardo Guedes (in memoriam) no Volume 97 e Marky no Terremoto, ação que nesse sábado tenho certeza, se multiplicará por vezes e vezes, afinal, é possível que os tempos dos programas se juntem, logo, uma homenagem digna para um dos precursores de tudo, exatamente tudo o que temos hoje no mercado de Dance Music, seja no rádio, festas, clubs, cursos, etc. Você pode ouvir os programas baixando os arquivos aqui. Obrigado André Bueno.

DJs Vadão e Marky, preciso dizer algo ? OK! Um esteve sempre lado a lado do Guedes e participou em conjunto da construção da cena que temos hoje, e outro, que mesmo sendo um seguidor de ambos e aparecer só depois de um tempo em que esses dois já reinavam, acabou por seu talento nato a se tornar também um Rei. Esse é o processo! Como quem é Rei, não perde a Majestade, poderia citar muitos nomes (Reis) a fazer essa homenagem, mas acredito que a escolha tenha sido ótima, que nos proporcionará maravilhosos momentos em lembrança das grandes músicas que o Guedes fez acontecer, tal qual os anfitriões Vadão e Marky participaram e ainda o fazem. Imperdível e parabéns Energia 97 por nos proporcionar isso. Saudações aos familiares do nosso eterno Guedes, que para eles, um filho, pai, irmão, marido. Para quem consome música, ele foi um ícone, um Rei que deixou seu legado.

O professor e um de seus alunos…

Em meados de setembro/09, recebi uma ligação do Guedes, que precisava de uma sala temporária para tirar seu estúdio de casa pois seu filho estava prestes a nascer. Calhou de termos feito uma mudança na djban e a sala que usaria para uma função, oferecemos a ele, que montou o estudio por aqui para gravar seus programas bem como novas tracks, etc. Então passamos bons momentos, demos risadas, trocamos músicas, nos deu a receita de seu regime a la suco de uva aurora, falamos sobre música muitas vezes e a cada uma boa que ele ouvia daqui ou eu de lá, vixe, parávamos tudo literalmente! Reportar isso por audiência ? Não! Por estar muito honrado! House ? Não! Um DJ sabe e tem muito mais do que um estilo musical, mas para isso, é necessário ter bagagem e “estilo”. Essa “escola” poucos alunos tiveram ou captaram, então, são poucos que sabem fazer um casamento, uma festa de 15 anos, tocam em grandes festas que nos remetem ao passado como as festas do Energia na Véia e muitas outras ou festivais atuais como Spirit Of London…

Só restam lembranças do mestre e ainda temos vosso estudio montado.

Um dos ícones para ele é um dos vilões de Star Wars, Darth Vader. Guerra nas estrelas ? Não! Temos quem lutou por ideais para termos o que temos em se tratando de Dance Music. E essa estrela nunca deixará de brilhar.

Falando como diretor da djban e citando na primeira pessoa, leia que “eu” significa a djban. Fui algumas vezes na Contra-Mão, casa noturna que abriu em 1980 e fechou em 1992. Na época que ia, juntamente com alguns amigos, o Guedes era o residente e claro, um dos motivos em ir era vê-lo fazer as “pegadas” que só ele podia fazer. INCRÍVEL como sempre! Montei minha equipe de som em 88, DJ profissional em 92, fui para o rádio a partir de 94 onde tive a oportunidade em apresentar alguns programas quando pudemos trabalhar na mesma rádio, e esse meio de comunicação foi uma das principais maneiras de seguir seu trabalho, por isso que espaços na Energia 97 FM há mais de 10 anos nos enobrece. O ápice da minha época a ouví-lo foi na Nova FM Record, mas sei que ele já havia trilhado um belo caminho. Depois, a oportunidade em tocar na primeira festa dividindo a mesma cabine (orgulho master), a contrata-lo para tocar numa festa que estive na produção, a tocar juntos em outras, a intermediar algumas e continuar sempre a respeitá-lo com um Professor, até termos a oportunidade em tê-lo no nosso espaço, e que só existe porque caras como esse puderam me inspirar. De Fã a atuar no mesmo segmento e depois muito mais próximos… E olha que isso representa apenas 2% da carreira dele (30 anos) ou seja, muita história pra contar sobre muito do que ele pode juntamente com outros feras mexer, fazer, mudar, incentivar, comprar brigas, impor, trazer, mudar de novo, etc. Professores são professores! Obrigado pelas lições. Se tivermos caras que façam 1% do que vocês fazem/fizeram, daqui mais 30 anos talvez teremos Dance Music.

O Professor e alguns de seus alunos...

Quando você perdeu um ídolo ?

Um exemplo (ao qual também muito senti) foi Ayrton Senna. Perdemos um cara que conquistou o mundo inteiro e fazia nossas manhãs de domingo melhores com suas vitórias. Não importava se para conhecedores do automobilismo ou não, como eu. Poderia citar vários ídolos de vários segmentos, mas te pergunto: No que conhecemos ou pensamos conhecer da cultura de música eletrônica, quando tivemos um caso como esse ? Que muitos, muitos, muitos DJs da atualidade, sejam os ecléticos, do Hip Hop, Techno, Dance, House ou qualquer estilo que seja tenham se baseado nele ? Sinceramente, não sou a pessoa mais apropriada para dizer TUDO o que significou o Guedes, mas sei que foi e sempre será algo grandioso, ao qual cada um que o conheceu, conviveu, trabalhou ou “ouviu dizer” poderá se manifestar. Pode não ser a nível mundial como o Senna, mas para o segmento que atuamos, um cara como esse faz e fará falta! Em 20 anos, nunca vi e jamais previa a falta que sentiria ou melhor, que sentiríamos quando ocorresse, e ocorreu!

Perdemos um ícone, mas respeitosamente (sem desmerecer essa perda enorme), temos muitos outros que estão vivos e vários desses sendo esquecidos. To falando por falar ? Não! Antes do meu site pessoal entrar no ar, já tinha um POST que agradecia e agradeço aos meus professores, mas claro, isso só vai fazer sentido ou terá valor para alguns quando for minha vez de ir pro lado de lá também. De outro modo, cada um que está lendo agora tem seu(s) ídolo(s)… Você vai lembrar dele só quando perde-lo ? É engraçado como a cultura do ser humano é, a de valorizar mais após a perda. Conhecer e conviver são situações diferentes, mas RESPEITAR cabe em qualquer uma delas… Tá de mal ? Perdoe!

Reconhecimento em vida ? Sim, ele teve muitos… Insiro alguns e o DJ History!

Alex Hunt é com certeza mais um dos discípulos do mestre Ricardo Guedes, que com grande profissionalismo realizou um projeto chamado DJ History, onde tivemos a oportunidade de saber mais do nosso professor. Separei portanto as três partes para quem ainda não viu ou para quem (como eu) gostaria de ver novamente. Obrigado Alex.

E na Festa Energia na Véia, que teria o Guedes em seu line-up, restou-nos uma bonita homenagem:

Por: Ban
DJ profissional desde 1989, radialista e locutor, é fundador e diretor da DJ Ban – Electronic Music Center.

Compartilhe este post:



Post mais vistos:



Busca

Search
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt
Filter by Custom Post Type


Categorias do Blog



Conheça a Ban em um minuto